Todo mundo é designer

Design é uma maneira de olhar. É empatia, movimento, deslocamento, mas não só. Entre a miríade de significados que essa palavra pode ter e de formas pelas quais permite ser apropriada, neste curso pensaremos nela como a capacidade de, frente a um problema, nos voltarmos aos poderes da criatividade e inventividade para resolvê-lo. No caso do Design Gráfico, esse “problema” costuma ser a necessidade da transmissão de uma mensagem, gerando a questão “qual a melhor forma de fazê-lo?”. 

Do mesmo jeito que saber usar o Word não te faz umx box escritorx, saber usar qualquer que seja o programa não faz de ninguém designer. O software não deve ser mais do que um mero facilitador, uma ferramenta a partir da qual a sua ideia e as suas escolhas ganham corpo. O que importa não é saber como colocar um texto sobre uma foto, mas sim qual texto, sobre qual foto e por quê. 

A ideia deste curso é criar caminhos para que cada umx de vocês se tornem conscientes dos elementos que compõe o design e, assim, autônomxs na criação e produção de todo o material que precisar. É possível interromper a terceirização dos trabalhos que envolvem o design e tornar-se independente, autossuficiente e protagonista na criação da imagem atrelada ao seu produto ou serviço. Afinal, ALGUÉM PODE FALAR SOBRE O QUE VOCÊ FAZ MELHOR DO QUE VOCÊ MESMX?


* * * *

CONTEÚDO DO CURSO
    -   Fundamentos do Design e das linguagens visuais: cor, forma, movimento, tipografia (o estudo sobre textos no sentido visual), espaço, linha, escala, composição, hierarquia, alinhamento, preenchimento, etc.;
   -    Veremos o que essas coisas acima são, do que são feitas, como se alimentam e, acima de tudo, como se relacionam. 
   -    O que são realmente essas coisas que todo mundo parece saber o que significam menos você, como: layout, brainstorm, CMYK, PPI ou DPI, PNG, EPS, BITMAP, vetor etc.
    -    Quais são e como usar as melhores e ainda assim acessíveis ferramentas disponíveis para criação dos seus designs.
    -    Como entender sua marca, as necessidades dela, como olhar para ela como umx designer. 
    -    Como preparar seus arquivos decentemente para quando vão pras redes sociais ou para a impressão (sim, é completamente diferente, jpg é um crime), entender como abri-los, como fechá-los, como salvá-los, como transmiti-los. 
    -    Entender, exercitar e sistematizar os processos de pesquisa, de busca de referências e de inspiração e como torná-las facilmente consultáveis. 
    -    Sistemas comumente usados por aí para destravar a criatividade e organizar e estimular ideias. 
    -    Qualquer outra dúvida que esteja ao meu alcance ajudar e/ou que surja durante os encontros.
    -    E muito mais...


Você sai com:
    Além do conhecimento e habilidades adquiridas no curso.

  -  Acesso a aulas gravadas e tutoriais de uso dos softwares mais populares do mercado.
   -  Uma consulta particular gratuita por semana de até 45 minutos para tirar quaisquer dúvidas remanescentes ou pra ajuda em alguma questão da sua marca ou dos seus projetos. 
  -  O número do meu Whatsapp, para ajudar com dúvidas técnicas ou qualquer coisa relacionada ao curso, a qualquer momento (em horário comercial, claro, e enquanto durar o curso).

Carga horária: 
Módulo 01 - Autonomia em Design Gráfico para [Micro]Empreendedorxs
4 encontros, um por semana, cada um com 3h de duração.
Módulo 02 - Eu não estou interessado em nenhuma "tioria"
4 encontros, um por semana, cada um com 3h de duração.
Investimento:
   
    R$ 320 (Módulos 01 e 02) em até 3x no cartão de crédito.
    R$ 280 (Apenas Módulo 02)
    R$ 180 (em até 3x sem juros no cartão de crédito) para mães empreendedoras.





AUTONOMIA, ACESSO, TROCA 

Este curso é pensado para pessoas que lidam com o seguinte “problema”, se colocar ou colocar sua marca no mundão. Se fazer vistx, reconhecidx, entendidx. Hoje um dos meios mais importantes para a existência e consolidação de uma marca é, sem dúvida, o virtual. A virtualidade multiplica infinitamente a possibilidade de alcançar pessoas, sem ela muitos negócios não podem se consolidar. 

Por exemplo, se você produz objetos de cerâmica, existe a possibilidade de que as vendas que você faz fisicamente, em feiras ou em lojas, não sejam o bastante para pagar todos os boletos e sustentar essa atividade. Mas alcançando pessoas às vezes de outras cidades, estados e porque não países, interessadas no seu trabalho, o sonho de conseguir viver exclusivamente daquilo que te faz bem fazer pode se tornar realidade.

Mas como estou falando para empreendorxs e pessoas com ideias para colocar no mundo, acredito que você já saiba de tudo isso. São inúmeros os produtos e serviços intermediários necessários para começar a ter sua marca presente de forma consistente na internet. Um deles, e sem dúvida, um dos primeiros que vêm à mente, é x designer.

Já nos primeiros passos, ainda fazendo seus planos e imaginando seu produto ou serviço, tenho certeza que já o imagina representado por uma boa marca, uma bela logo, com uma paleta de cores cativantes facilmente reconhecível e completamente única. Em seguida uma fan page elegante e um perfil no insta cheio de chamadas e com uma boa curadoria, boas fotos... Como um convite para a feira na qual você vai apresentar seus produtos ou para um curso que você vai dar, uma promoção especial, comemorar ingredientes novos que chegaram, etc e em cima disso tudo jaz sentado o fantasma do Photoshop.

Tendo sido designer profissional há mais de 10 anos, acompanhei e participei do nascimento e desenvolvimento de várias ideias e da transformação das mesmas em projetos e empreendimentos. Sei bem o que é isso, começar um negócio, tomando finalmente a decisão de colocar o que se faz bem e o que se gosta de fazer a frente. Você de repente percebe-se arriscando, mesmo quando não se trata de uma aventura mas de uma saída para um momento de aperto.

Nesse ponto é que as coisas começam a cair na nossa cabeça e nós sentimos que caímos da cama. Frequentemente, assim no início, mal se tem dinheiro para as próprias ferramentas e materiais. Aí pensando em todos esses processos, todxs essxs intermadiárixs entre você e a divulgação e venda do seu produto, a coisa toda acaba parecendo muito mais difícil. 

Dá vontade de saber fazer tudo, não é? Não precisar de ninguém. Quando temos sorte, mobilizamos os contatos dentro da coletividade ao nosso redor, mas nem sempre isso é possível. Muitas vezes, pedimos ajuda para um amigo (eu fui muitas vezes esse amigo) ou, muito mais recorrentemente, para alguém próximo que sabe usar o tal photoshop ou algum outro software de produção e edição de imagens. Ou seja, muito frequentemente toda a criação visual, toda identidade da sua marca acaba ficando subalternizada.  Por quê? Bem, aí é que está. 

O design gráfico é estruturado sobre certas noções comuns a respeito dos elementos que compõem as linguagens visuais, como cores, formas, leitura e textualidades, simetria e assimetria, composição, hierarquia, alinhamento etc e, principalmente, sobre como esses elementos se relacionam. 

Ao contrário do que se pensa, esses saberes são sim super acessíveis. Fazer Design não é sobre se especializar em algum software, como CorelDraw ou Photoshop, e sim sobre treinar a nossa intuição, o nosso olhar. Ainda que você seja umx alienígena que nunca tenha usado um lápis de cor, seus olhos e demais sentidos apreendem o mundo, sua intuição está viva (ainda que imersa num momentâneo cochilo) e por isso você é plenamente capaz de fazer Design.

Bom, o que eu proponho aqui é encerrar essa meleca de uma vez. Como? DE MO CRA TI ZA ÇÃO, bebê.

Enfim, a ideia é que fazendo esse curso, você desenvolva AUTONOMIA para criar toda a identidade visual da sua marca, sem que precise 1. traduzir o que é a sua marca para alguém que jamais vai entender sobre ela tanto quanto você nem 2. pedir para alguém que sabe, por um acaso, usar um programa, mas que pode não conseguir expressar a beleza que pode estar associada a sua marca, tanto quanto você, apaixonadx por ela, conseguiria. 

Mas tio, vai ser um curso teórico? NÃO! Durante o curso serão propostas atividades que reforçarão e colocarão em prática os conhecimentos e noções trocadas nas aulas. No geral, estes exercícios não serão feitos durante o tempo de aula. Usaremos esse tempo, no entanto. para apresentarmos os resultados das tarefas e discuti-las coletivamente. Elas poderão ser feitas no software de sua escolha, ou ainda, caso não haja um computador a seu dispor, criaremos ótimos designs com tesoura, cola, canetinha e lápis. 

O curso tem uma segunda parte, um segundo módulo voltado ao aprendizado das ferramentas de edição Photoshop, Gimp, Canva, a que for mais conveniente para a turma e com a mesma carga horária do primeiro módulo. "Mas fessor, o mundo e a internet estão cheíssimos de tutoriais de toda sorte. Qual a vantagem de escolher fazer o curso contigo?" Bom, primeiro por se tratar de ter tudo que diz respeito a parte gráfica, visual, do gerenciamento da sua marca, pré-selecionado, mastigadinho por alguém que trabalha com isso há mais de 10 anos e que está à disposição, ao vivo, falando com você. 

Em segundo lugar, porque a parte técnica nesse curso vem indissociada da parte DA LINGUAGEM, que é realmente o foco do curso. E o que faz com que, mesmo havendo uma miríade, infinita de tutoriais gratuitos na internet, ainda existam faculdades e cursos de design por aí, não é mesmo?

Repito, na minha concepção, a qual pretendo compartilhar com vocês, fazer design não é sinônimo de utilizar alguma ferramenta, mas sim aprender a tornar seu olhar estético consciente, aprendendo sobre elas e as exercitando. As ferramentas são somente facilitadoras que conectam a sua ideia ao material produzido. 

OU SEJA, além de desenvolver o olhar de design, aprender sobre as ferramentas facilitadoras do trabalho dx designer, compreender os conceitos e teorias que compõem a linguagem visual; desvendar as siglas, técnicas e códigos que fizeram você achar por tanto tempo que design é coisa de nerd, gente que usa óculos vermelho e que fala “Van Gogh” corretamente, você vai fazer tudo isso enquanto produz a sua própria identidade visual ou qualquer arte (rótulo, logo, folder, cartaz etc.) que esteja precisando para marca. 

Com o curso você pode aprender quase tudo o que precisa para se tornar umx designer profissional, no entanto, o meu foco é que você finalize o curso sabendo tudo o que é necessário para ter AUTONOMIA, liberdade e autossuficiência na criação do que sua marca precisa, seja ela o que for: confeitaria, reiki, artesanato, tatuagem, ônibus fretado, enfim, qualquer coisa. ​​​​​​​